Ana Clara Atui

A Importância Didática no Circo

Tecido Acrobático

Ana Clara Atui

Atualmente, muitas pessoas estão descobrindo o circo e nele uma forma de trabalho, sendo em apresentações ou dando aulas. Mas será que todos esses novos professores estão preparados para dar aula, ensinar? Já se questionaram sobre a Didática Circense?

Por ser uma atividade originalmente praticada dentro do circo, ensinada de geração em geração, nas lonas e trailers dos circos, não existia uma preocupação com a didática, um método de como passar o conhecimento, era algo que acontecia naturalmente, de pai para filho.

Hoje, existem muitas escolas que ensinam arte circense, aqui, vamos falar sobre o tecido acrobático, talvez a prática com mais adeptos nos dias de hoje. O tecido é uma excelente porta de entrada para o circo! Ele é lindo, no começo não machuca como o Trapézio e a Lira, tem a magia de estar voando, e ainda tem as Quedas! Como não se encantar?!

Eu trabalho desde 2002 com tecido Acrobático, e as minhas primeiras aulas também não foram tão boas assim… Era algo como “Enrola o pé e sobe”. Como?! Mas mesmo assim eu me encantei. Bailarina de formação (me formei através da Faculdade de Dança, na UNICAMP, em Campinas/SP), resolvi mergulhar de cabeça! Tudo que eu aprendia a fazer eu anotava, descrevia e fazia observações ao longo do tempo, conforme cada truque, cada pose, cada queda ficava mais fácil de executar. Comecei a fazer paralelos da didática da dança super bem estruturada (na época já era professora de ballet clássico e sapateado) com os movimentos circenses. E comecei a escrever a minha história.

Hoje tenho o meu método, aplicado por todos os professores ART no AR e por vários outros acrobatas que passaram por aqui desde 2005, que funciona! Dividido em famílias de movimentos, para níveis diferentes, com objetivos diferentes, mas todos os alunos que vem aqui para conhecer, sobem e ficam de ponta cabeça na Primeira Aula!

Mas o que mais me encanta é ver o desenvolvimento de todos os nossos alunos, sempre respeitando histórico, medos (já que essa atividade envolve risco) e disposição! Ter um método por trás do que você ensina muda a maneira como o aluno aprende, por completo!

A dica é: estude, planeje e busque por meios de manter sua aula segura. Faça seus alunos evoluírem! Nem sempre um bom acrobata é um bom professor!